CASES

Economia para todos – Condomínio Via Flamínia

Ter certa independência do sistema energético atual e reduzir o consumo de

energia elétrica. Foi com este objetivo que a engenheira metalurgista Janaína Maria

França dos Anjos, que já trabalhava com energias renováveis, disseminou a ideia

de investir em um projeto de aquecimento solar entre os condôminos do Edifício Via

Flamínia, localizado no bairro Boa Viagem, em Belo Horizonte.

A decisão de implantar, em 2015, um sistema de aquecimento de água central

fototérmico, ocorreu devido o condomínio não ter espaço suficiente para acolher os

módulos fotovoltaicos para produzir uma parcela significativa da sua própria

energia. De acordo com Janaína, a conta de energia do condomínio chegou a

alcançar a cifra de R$6 mil para um universo de 32 apartamentos com cerca de 1 a

2 moradores por unidade. A média de consumo ficava em torno dos 7.000kWh.

Hoje, depois do sistema instalado, o consumo está em 3.000kWh. O investimento

do condomínio foi totalmente recuperado em 8 meses contabilizando uma economia

de cerca de R$25 mil. A última conta, por exemplo, foi de 2.080kWh

correspondendo a um valor de R$ 1,6 mil.

Como síndica do condomínio, Janaína está sempre em busca de novas tecnologias

para ter uma independência ainda maior da energia elétrica. “A instalação feita

pela Solsist e parceiros foi rápida e eficaz. Durante todo o processo a empresa nos

auxiliou nas dúvidas e assessorou em todos os processos”, registra.