MME inaugura 1ª Usina Solar distribuída em prédio do Governo Federal

aa

 

 

O prédio do Ministério de Minas e Energia (MME) é o primeiro órgão do governo federal na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, a contar com sistema de geração de energia solar fotovoltaica conectado à rede de distribuição.

Com o sistema, inaugurado na última quinta (17), o local deixará de emitir 6,4 toneladas de CO2 na atmosfera e economizará cerca de R$ 70 mil ao ano.  Em entrevista ao Portal Brasil, o ministro da pasta, Fernando Coelho Filho, destacou que, além da economia de energia, o sistema instalado simboliza o compromisso do governo brasileiro com a utilização de fontes de energia renováveis, além da fonte hídrica.

O projeto é fruto de um acordo de cooperação técnica entre o MME e a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) para a instalação do primeiro sistema da Esplanada dos Ministérios, em Brasília, conectado à rede de distribuição.

Confira a usina solar distribuída no prédio:

 

 

Apple, Amazon e Google investem em energia solar e eólica

bece3c_05d279151a164fd98f9e596dc58a594a-mv2

Você já parou para pensar por que as gigantes da tecnologia estão investindo em energia limpa?

A Apple pretende fazer com que todas as suas operações sejam realizadas usando energia 100% originada de fontes renováveis. A Amazon acaba de anunciar a construção de uma nova usina de energia eólica com capacidade de 253 megawatts no oeste do Texas. Já o Google tem investido no Sistema de Geração de Energia Solar Ivanpah e recentemente se uniu à empresa SunPower para oferecer painéis solares para casas.

De acordo com a analista de energia solar na IHS Technology, Ash Sharma, nessas grandes corporações, a eletricidade é uma de suas principais despesas e manter esse custo a um preço baixo é crucial para elas.

Centros de processamento de dados, por exemplo, consomem uma enorme quantidade de energia. Além de ter que manter os servidores em funcionamento 24 horas por dia, sete dias por semana, os equipamentos precisam ser conservados a uma baixa temperatura – representando um alto custo.

E por que então o Google tem interesse em vender painéis solares para residências? Descubra a resposta nesta matéria da BBC Brasil: http://www.bbc.com/portuguese/vert-fut-37655484 e fique ligado no assunto!