Projetista FV – São Paulo – SP [Pré-Inscrição]

Seja um Projetista de Energia Solar Fotovoltaica em um final de semana!

Carga horária: [Em breve] Sábado e Domingo das 08:00h às 17:00h.Local: A definir.Valores Promocionais:Profissionais R$ 990,00 (Em até 3x sem juros pelo PagSeguro da UOL) / Estudante R$ 890,00* ]

*Desconto para estudantes mediante comprovação de escolaridade e pagamentos realizados via depósito bancário.


Download da Ementa do Curso

Quero me Inscrever!

NOME COMPLETO *
CPF / CNPJ *
Endereço Completo *
Cidade *
Estado *
CEP *
Telefone *
E-mail *
Profissão *
Como ficou sabendo do curso? *
Pesquisa no Google
Portal Solar‎
Facebook‎
Twitter‎
PROCEL / CRESESB‎
Site Solsist Energia‎
Universidade / Empresas‎
Indicação de Amigos‎
SENAI‎
Outro
Enviar

Projetista FV – Recife – PE [ Pré-Inscrição ]

Seja um Projetista de Energia Solar Fotovoltaica em um final de semana!

Em breve!

Carga horária: 16 h – Sábado e Domingo das 08:00h às 17:00h

Local: Park Hotel Recife – R. dos Navegantes, 9 – Boa Viagem, Recife – PE, CEP: 51021-010

Valores Promocionais 1 º Lote:Profissionais R$ 990,00 (Em até 3x sem juros) / Estudante R$ 890,00* ]

Valores 2 º Lote:Profissionais R$ 1.150,00 (Em até 3x sem juros) / Estudante R$ 1.080,00* ]

*Desconto para estudantes mediante comprovação de escolaridade e pagamentos realizados via depósito bancário.


Download da Ementa do Curso

Quero me Inscrever!

NOME COMPLETO *
CPF / CNPJ *
Endereço Completo *
Cidade *
Estado *
CEP *
Telefone *
E-mail *
Profissão *
Como ficou sabendo do curso? *
Pesquisa no Google
Portal Solar‎
Facebook‎
Twitter‎
PROCEL / CRESESB‎
Site Solsist Energia‎
Universidade / Empresas‎
Indicação de Amigos‎
SENAI‎
Outro
Enviar

Projetista FV – João Pessoa – PB [ Pré-Inscrição ]

Seja um Projetista de Energia Solar Fotovoltaica em um final de semana!

Carga horária: 16 h – Sábado e Domingo das 08:00h às 17:00h (Data a definir)

Local: Xênius Hotel – Av. Cabo Branco, 1262 – Cabo Branco, João Pessoa – PB, CEP: 58045-010

Valores Promocionais:Profissionais R$ 990,00 (Em até 3x sem juros pelo PagSeguro da UOL) / Estudante R$ 890,00* ]

*Desconto para estudantes mediante comprovação de escolaridade e pagamentos realizados via depósito bancário.


Download da Ementa do Curso

Quero me Inscrever!

NOME COMPLETO *
CPF / CNPJ *
Endereço Completo *
Cidade *
Estado *
CEP *
Telefone *
E-mail *
Profissão *
Como ficou sabendo do curso? *
Pesquisa no Google
Portal Solar‎
Facebook‎
Twitter‎
PROCEL / CRESESB‎
Site Solsist Energia‎
Universidade / Empresas‎
Indicação de Amigos‎
SENAI‎
Outro
Enviar

Projetista FV – Vitória – ES [ Pré-Inscrição ]

Seja um Projetista de Energia Solar Fotovoltaica em um final de semana!

Carga horária: [Em breve] Sábado e Domingo das 08:00h às 17:00h.Local: A definir.Valores Promocionais:Profissionais R$ 990,00 (Em até 3x sem juros pelo PagSeguro da UOL) / Estudante R$ 890,00* ]

*Desconto para estudantes mediante comprovação de escolaridade e pagamentos realizados via depósito bancário.


Download da Ementa do Curso

Quero me Inscrever!

NOME COMPLETO *
CPF / CNPJ *
Endereço Completo *
Cidade *
Estado *
CEP *
Telefone *
E-mail *
Profissão *
Como ficou sabendo do curso? *
Pesquisa no Google
Portal Solar‎
Facebook‎
Twitter‎
PROCEL / CRESESB‎
Site Solsist Energia‎
Universidade / Empresas‎
Indicação de Amigos‎
SENAI‎
Outro
Enviar

Projetista FV – Salvador – BA [ Pré-Inscrição ]

Seja um Projetista de Energia Solar Fotovoltaica em um final de semana!

Carga horária: [Em Breve] Sábado e Domingo das 08:00h às 17:00h.Local: A definirValores: Profissionais: R$ 990,00Estudantes: R$ 890,00


Download da Ementa do Curso

Quero me Inscrever!

NOME COMPLETO *
CPF / CNPJ *
Endereço Completo *
Cidade *
Estado *
CEP *
Telefone *
E-mail *
Profissão *
Como ficou sabendo do curso?
Pesquisa no Google
Portal Solar‎
Facebook‎
Twitter‎
PROCEL / CRESESB‎
Site Solsist Energia‎
Universidade / Empresas‎
Indicação de Amigos‎
SENAI‎
Outro
Enviar

Pagamento do Curso – Salvador – BA

Se preferir, você pode realizar um depósito bancário na seguinte conta:

Banco Bradesco – Ag.1159-2 / C.C. 8894-3 Solsist Soluções em Engenharia e Sistemas de Energia Solar LTDA CNPJ: 20.865.088/0001-11

IMPORTANTE:

1) Turmas sujeitas a disponibilidade;

2) Sua Inscrição somente será confirmada após o envio do comprovante de pagamento para o e-mail: cursos@solsistenergia.com.br  e disponibilidade de vagas (turmas limitadas);

3) Somente serão aceitos pagamentos realizados por meio de depósito em conta corrente indicada na ementa do curso ou pelo Pagseguro, através do link disponivel ao final da ficha de inscrição de cada cidade;

4) Realize o pagamento somente após o preenchimento da Ficha de Inscrição;

5) Consulte nossa política e devolução do valor da matrícula.

Airbnb promete dar dinheiro aos parceiros que instalarem painéis solares em casa

bece3c_1effec5582ff42ada1b881fee0138b78-mv2

 

O site de hospedagens alternativas Airbnb está incentivando os seus membros a instalarem painéis solares em casa nos Estados Unidos. Aos interessados em produzir a própria energia, a empresa vai oferecer suporte aos seus clientes, ajudando-os a lidar com o financiamento, licenciamento, instalação e manutenção dos painéis solares.
O Airbnb promete contribuir com até US$ 1 mil (cerca de R$ 3.191) para os seus parceiros que comprarem um sistema fotovoltaico da SolarCity até março do ano que vem. Após essa data, a ajuda financeira cai para US$ 750. O desconto será financiado pela SolarCity. Os anfitriões Airbnb e os hóspedes poderão usufruir do benefício desta parceria em 19 estados onde a empresa de sistemas fotovoltaicos atua nos Estados Unidos.
As informações são da CNN. Acompanhe por aqui!
Publicado em: Blog

Academia Companhia do Nado aposta em sustentabilidade e na geração da própria energia elétrica

bece3c_dd3ca48c6ed7447daea54938f0d7a6da-mv2

Estabelecimento é o primeiro da região metropolitana de Belo Horizonte, deste porte, a investir em um sistema fotovoltaico

A energia solar é, sem dúvida, uma das alternativas renováveis mais emblemáticas da atualidade. Os painéis fotovoltaicos, que transformam a luz do sol em energia elétrica, são mais acessíveis e têm conquistado espaço não só nas residências, mas também em estabelecimentos comerciais por serem uma ótima alternativa às altas contas de energia elétrica. E as vantagens não param por aí. Comerciantes alegam que a estratégia contribui para o ganho de visibilidade, já que os consumidores costumam ver com bons olhos as empresas que adotam posturas mais sustentáveis.

Pensando nisso, os empresários Wilton Frade e Cássia Frade, proprietários da Academia Companhia do Nado no bairro Anchieta, em Belo Horizonte, firmaram contrato com a Solsist Energia. Em abril deste ano eles instalaram na empresa 84 módulos fotovoltaicos e 4 inversores que estão gerando atualmente uma média mensal de 2.346 kWh. De acordo com Wilton Frade, já foi possível perceber uma redução bastante significativa na conta de luz até o momento e sua expectativa é que o valor total seja reduzido em até 80%. Luciano Vinti, engenheiro da equipe Solsist, garante que a academia poderia ter uma economia ainda maior, em torno de 90% caso tivesse área disponível. “Isso varia de acordo com o consumo, com o porte da instalação e a classe de consumo do cliente na concessionária e os limitantes físicos da instalação”, explica.

bece3c_d18cdbdd57e942fda16931bf06018925-mv2

Extremamente satisfeito com o trabalho da Solsist e com os benefícios dos módulos fotovoltaicos, Wilton afirma que já recomendou o serviço a outros colegas do ramo. “A equipe da Solsist nos atendeu com muito esmero. É uma prestação de serviço diferenciada no mercado. Foi séria e bastante competente em todas as etapas do trabalho, garantindo a nossa tranquilidade”, comemora. Dono de outra academia, ele já planeja contratar os serviços da Solsist novamente. “Como empresário tenho que estar sempre atento ao custo-benefício de cada investimento e também à questão da sustentabilidade, tão importante para o nosso planeta”.

Economia e desenvolvimento sustentável como meta

Quando o assunto é economia e sustentabilidade, o casal Wilton e Cássia pode ser considerado um exemplo. Antes mesmo da instalação dos painéis fotovoltaicos, os empresários já mantinham na Academia Companhia do Nado equipamentos de aquecimento solar para as piscinas e para os banhos no vestiário, além de um poço artesiano para água.

Wilton conta que a academia possui ainda um sistema de reaproveitamento de água das chuvas e da piscina. “Depositamos esta água em um reservatório subterrâneo onde ela é tratada e usada para lavar a calçada, o estacionamento, ao redor das piscinas e em outras situações necessárias. Somos uma empresa onde a sustentabilidade está em nossa meta constante. Água, energia elétrica e reciclagem de lixo fazem parte de nossas vidas. É nosso compromisso com o planeta e com as futuras gerações”.

bece3c_ee4025808199407e80ea530c3c0e7683-mv2

Se você, assim como Wilton e Cássia, deseja contribuir para um meio ambiente mais sustentável e quer garantir economia e o bom funcionamento do seu negócio, entre em contato conosco. Temos as melhores soluções em energia renovável. Telefones: (31) 3477-7714 | (31) 4042-0255 ou pelo email: contato@solsistenergia.com.br

Céu de Pequim ganha templo do ar limpo

bece3c_941314b8374d4ea18a4a5d48d09a2e8b-mv2

“O dano que a poluição faz à cidade é gigantesco. Morre mais gente pela poluição do que pelo câncer e a malária juntos. É uma loucura e não deveríamos aceitar isso”, adverte o artista holandês, Daan Roosegaarde, ao apresentar à imprensa o maior purificador atmosférico do mundo, o chamado Smog Free Project, durante a Semana Internacional do Design da capital chinesa.
É uma torre de sete metros, com um design que mistura inspiração das formas de arquitetura clássica chinesa com um toque futurista, e aguarda uma missão titânica: purificar o céu de Pequim, um dos mais poluídos do mundo.
Com capacidade para limpar, com 75% de efetividade, cerca de 30 mil metros cúbicos de ar por hora, a torre purificadora filtra em um dia um volume equivalente ao ocupado por um estádio de futebol, embora seu rendimento dependa das condições meteorológicas, especialmente do vento, e do nível de poluição.
“Esta beleza não utiliza mais eletricidade que um aquecedor de água e a próxima versão será energeticamente neutra, com painéis solares”, explica Roosegaarde.
Interessante e ambicioso o projeto do artista holandês, não é mesmo? Clique aqui e leia a matéria completa.
Publicado em: Blog

Começa, neste domingo, o horário de verão.

bece3c_c51005dbb64b431cb937c66e1b84b51c-mv2

À meia-noite do próximo domingo (16 de outubro) tem início o horário de verão nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, locais onde o relógio deve ser adiantado em uma hora. Visando a economia de energia, a prática é realizada no Brasil desde 1931 (com alguns intervalos) e compreende 10 estados mais Distrito Federal. São eles: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Espírito Santo. O novo horário se estende até o dia 19 de fevereiro de 2017, ocasião em que os ponteiros dos relógios deverão ser atrasados em uma hora.
Mais recentemente, o horário de verão passou a vigorar por meio do Decreto nº 6.558, de 8 de setembro de 2008. O principal objetivo da medida é o melhor aproveitamento da luz solar em relação à artificial, de forma a reduzir a concentração de consumo no horário de pico (entre 18 e 21 horas). Neste período o uso de energia gerada por termelétricas pode ser evitado, reduzindo o custo da geração de eletricidade. Para se ter uma ideia, o verão é a época do ano em que mais se consome energia e se juntarmos isso ao horário de pico teríamos um grande problema energético para resolver podendo até mesmo gerar um apagão caso não houvesse o horário de verão.
bece3c_7d5e66d8ea0842379411f0e769dd809b-mv2
Segundo o Ministério de Minas e Energia, a estimativa de ganhos com o horário de verão é de R$ 147,5 milhões, que representa o custo evitado em despacho de usinas térmicas por questões de segurança elétrica e atendimento à ponta de carga no período de vigência da medida. Os principais benefícios da redução de demanda no horário de ponta, além da redução dos investimentos no sistema elétrico, são o aumento da segurança operacional, decorrente da diminuição dos carregamentos na rede de transmissão; maior flexibilidade operativa para realização de manutenções e redução de cortes de carga em situações de emergência no sistema elétrico e a redução dos custos de operação do Sistema Interligado Nacional (SIN).
Nos últimos dez anos, de acordo com o Ministério, a medida tem possibilitado uma redução média de 4,5% na demanda por energia no horário de maior consumo. Isso gera uma economia absoluta de 0,5%, o que equivale, em todo o período do horário de verão, ao consumo mensal de energia da cidade de Brasília, com 2,8 milhões de habitantes.
Atitudes que fazem a diferença
Se a ideia do horário de verão é ajudar a economizar energia em um período de quatro meses, porque então não adotar essa prática durante todo o ano? Saiba que pequenas iniciativas em nosso dia a dia podem contribuir bastante para uma redução na conta de luz no final do mês.
Algumas dicas, inclusive, já são bem conhecidas entre nós, como apagar a luz ao sair de um ambiente; usar lâmpadas fluorescentes ou LED, preferir a luz natural durante o dia e desligar o chuveiro – principal vilão da conta – enquanto se ensaboa, ou até mesmo utilizar o aquecimento solar para este fim. Mas existem outras inúmeras atitudes, ainda não tão conhecidas, que também podem ser praticadas, de acordo com a cartilha da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que orienta os usuários sobre o uso racional da energia.
bece3c_0fe18036bd654554af6a276f6c49c9a2-mv2
Agora, se você quer ter uma economia significativa em sua conta de luz, de forma permanente, a melhor maneira é produzir a própria eletricidade com os sistemas fotovoltaicos. No horário de verão, como afirma o sócio da Solsist, Luciano Vinti, a economia quase nem é percebida na conta, já que o usuário estará gerando créditos de energia. Mas no restante do ano é possível reduzir o valor em até 95%. O melhor de tudo é que além da economia, quando você começa a utilizar a energia solar está contribuindo para a preservação do meio ambiente. Afinal, o sol é a energia mais limpa e renovável do planeta.

 

DCIM100MEDIADJI_0012.JPG

 

Usufruir do sol o ano inteiro é uma das melhores saídas para o bolso e para o desenvolvimento sustentável. Por isso a Solsist apresenta as melhores soluções em energia alternativa. Podemos simular, por exemplo, quanto o seu imóvel economizará ao optar pela energia solar e a área necessária para a instalação dos painéis fotovoltaicos. Entre em contato conosco: (31) 3477-7714 | (31) 4042-0255 ou pelo email: contato@solsistenergia.com.br

 

 

 

Geração distribuída ultrapassa 5 mil conexões no Brasil

bece3c_32bc141a71244684b3da5a265313a4bb-mv2

O número de conexões de micro e mini geração de energia mais que triplicou nos últimos 12 meses no Brasil, informou a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Em relatório divulgado em setembro, a agência destacou que as instalações somaram 5.040 conexões em agosto deste ano, contra 1.148 ligações registradas em setembro de 2015, o que representa uma potência instalada de 47.934 kW. A fonte mais utilizada pelos consumidores-geradores é a solar com 4.955 adesões, seguida da eólica com 39 instalações. O estado com o maior número de micro e minigeradores é Minas Gerais (1.226 conexões), seguido de São Paulo (711) e Rio Grande do Sul (564).
De acordo com o diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, além das vantagens para o consumidor, também são relevantes os benefícios que a geração distribuída traz ao sistema elétrico: redução de perdas e o custo evitado de ampliação do sistema, pois você gera junto à unidade de consumo; o aumento na segurança do abastecimento; e o ganho sob o aspecto ambiental, pois são projetos totalmente sustentáveis.
A geração de energia pelos próprios consumidores tornou-se possível a partir da Resolução Normativa ANeel nº 482/2012. A norma estabelece as condições gerais para o acesso de micro e minigeração aos sistemas de distribuição de energia elétrica e cria o sistema de compensação de energia elétrica, que permite ao consumidor instalar pequenos geradores em sua unidade consumidora e trocar energia com a distribuidora local. A resolução 482 foi revista em novembro de 2015 e, na época, estimou-se que em 2024 mais de 1,2 milhão de consumidores passem a produzir sua própria energia, o equivalente a 4,5 GW de potência instalada.
Leia a matéria na íntegra: http://bit.ly/2dotxU3